FAIL (the browser should render some flash content, not this).



Sustentabilidade traz novos e promissores negócios  - Data: 16:02:2006 - Fonte: Valor Econômico 

Falar em responsabilidade social corporativa hoje, no Brasil, significa ênfase em gestão, governança e inovação. Gestão, no sentido de uma visão estratégica que antecipa demandas e tendéncias. Governança, como instrumento de disseminação de boas práticas corporativas. E inovação, desenvolvendo novas e mais limpas tecnologias. Ora, se estes instrumentos já demonstraram sua efetividade em grandes empresas brasileiras ver desempenho do recém lançado índice de sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bovespa, a novidade é sua capacidade de geração de valor para novas empresas emergentes.'

  Do ponto de vista de "ventare capital", um investimento terá sucesso tanto quanto houver assertisidade na geração de valor da em-presa. Sendo assim, empresas com clara estratégia de geração de valor por meio de responsabilidade sócio-ambiental estão se tomando cada vez mais alvos interessantes para investimentos.

  No caso do Brasil, os setores relacionados ao uso sustentável da biomassa, possuem vantagens competitivas comprovadas, mesmo que não sejam considerados pela opinião pública quando relacionados ao seu potencial econômico. Duas macro-tendências passaram a fundamentar estes setores e balizar ações de gestão e posicionamento estratégico: hábitos alimentares mais saudáveis e o paradigma do desenvohvnento sustentável.

  Em relação ao tema de segurança alimentar, por exemplo, empresas brasileiras que incorporam instrumentos como rastreabilidade, cadeia de custódia e certificações, já se sobressaem junto a seus mercados consumidores, tanto no mercado local quanto para exportação. Para seus produtos, surgem oportunidades tais como acesso a mercados específicos, prêmios sobre preço e valor de marca ("brand value").

  Já em relação ao paradigma do desenvolvimento sustentável, um dos desdobramentos no país é a crescente correlação entre a produção de commodities agrícolas e meio ambiente. Aspectos como clima, recursos hídricos, solo e fronteira agrícola tornam-se condicionantes para produtividade e competitividade destas conmmodities. Estima-se, por exemplo, que associada à exportação de um tonelada de carne, haja uma demanda de 40 mil litros de água para sua produção.

  Sendo assim, não é de se espantar que muitas das novas tecnologias (inovação) e práticas sustentáveis sejam implantadas de maneira pioneira por empresas nacionais.

  O setor sucro-alcooleiro, por exemplo, expandiu seu leque de produtos, onde as usinas de simples fornecedoras de açúcar e álcool tomam-se unidades de exploração de biomassa ampliando para oportunidades como a cogeração energética e a alcoolquúmica Esta última inclusive desenvolvendo algumas rotas substitutas à petroquímica (do metanol para o etanol) com destaque para plásticos biodegradáveis.

  Outro exemplo de gestão estratégica e criação de valor via responsabilidade corporativa é a exploração energética do biogás a partir das emissões de aterros. Hoje o país tem o maior projeto de utilização de gás bioquímico para a produção cie energia elétrica no in do. Com o aproveitamento do gás metano, toma-se possível a estruturação de projetos de Certificados de Redução de Emissões (CREs) os chamados créditos de carbono. Neste mercado merece destaque o caso da EcoSecurities, empresa de consultoria de créditos de carbono com "DNA' brasileiro, que nos últimos dois meses abriu seu capital no Altemative Investment Market (AIM) de Londres, levantando USS 93,8 milhões.

  Assim, muitas destas empresas tornam-se candidatas diretas ou indiretas para investimentos de "ventare capital". Vale lembrar também que o tema de responsabilidade sócio ambiental encontra uma série de instrumentos paralelos às boas práticas de governança corporativa. Uma empresa que atua de maneira estratégica com seus públicos internos e externos (os famosos "stakeholders"), possui, obrigatoriamente, sólidos instrmentos de gestão capazes de melhorar a qualidade das informações usualmente prestadas.

  A divulgação dos termos dos contratos fmnados entre as companhias e as partes relacionadas, por exemplo, é uni requisito do Novo Mercado (nível máximo de governança estabelecido pela Bolsa de Valores de São Paulo).

  Neste contexto, esforços concretos na trilha da sustentabilidade deixam de ser exclusividade de grandes empresas multinacionais e são incorporados em outras frentes do sistema financeiro. Os valores da responsabilidade corporativa tornam-se fundamentais para a geração de valor e, conseqüentemente, retornos financeiros diferenciados.




E-mail: YRD Corretora de Seguros